top of page

Curador, Marchand e Galerista - e o seu papel no Mundo das Artes

Atualizado: 11 de out. de 2019

Aqui na Galeria Arte12b, muitas vezes somos questionadas sobre a diferença destas profissões ligadas a arte que, por não serem tão populares, podem ser tornar confusas.

Nas linhas abaixo, falamos um pouquinho sobre cada uma delas e se, mesmo assim, você ficar com dúvidas, escreve para a gente. ;)


Curador

Tomás Toledo, curador-chefe do Museu de Arte de São Paulo - MASP.
Tomás Toledo, curador-chefe do Museu de Arte de São Paulo - MASP.

Em linhas gerais, a curadoria de arte tem como objetivo cuidar do patrimônio artístico de uma coleção de obras de arte e protegê-la. Seja em exposições fixas nos diversos centros culturais e museus, seja em mostras particulares ou itinerantes, o curador é responsável por organizar toda a experiência vivida pelo público, independentemente do tipo de exibição.


Andrew Bolton, curador britânico, é o atual curador chefe do Instituto de Figurinos do Metropolitan Museum of Art, em Nova York.
Andrew Bolton, curador britânico, é o atual curador chefe do Instituto de Figurinos do Metropolitan Museum of Art, em Nova York.

Versado nas áreas artísticas e históricas, entre outras, os curadores organizam e se preocupam com que as exposições transmitam os valores e expressões mais profundos de seus artistas, além de organizar e apresentar os materiais referentes à exibição, para que seus visitantes e apreciadores tenham um ótimo entendimento dos contextos históricos e culturais nos quais as manifestações e processos artísticos se desenvolveram.




Marchand


Joseph Duveen, célebre negociante de arte, é o responsável pela imagem do marchand moderno: refinado, cosmopolita e confiante.
Joseph Duveen, célebre negociante de arte, é o responsável pela imagem do marchand moderno: refinado, cosmopolita e confiante.

Um marchand, por sua vez, é o profissional direcionado a apresentar as obras de arte a potenciais compradores. Eles atuam como intermediários, ligando os compradores interessados aos donos da obra — que podem ser clientes privados ou galerias de arte.


Existente desde o século XVII, na França, o marchand cumpria a função de atravessador comercial entre pintores e compradores, o que garantia mais tempo disponível para os artistas se dedicarem às suas obras.



Marchand da Galeria Arte12b Maria Elena Dal Ponte Toigo
Marchand da Galeria Arte12b Maria Elena Dal Ponte Toigo

Aqui na Galeria Arte12b contamos com o intermédio da renomada marchand Maria Elena Dal Ponte Toigo, responsável por representar os principais artistas da Região Sul do País.


Ela dirige um escritório de arte, em Curitiba a mais de 30 anos. De lá, envia selecionadas obras para diversas galerias do Sul do Brasil, incluindo a Arte12b.




Galerista

A galerista Marina Dal Ponte, proprietária da Galeria Arte12b.
A galerista Marina Dal Ponte, proprietária da Galeria Arte12b.

O papel do galerista é um dos mais importantes do mundo da arte, em uma função que mistura a adoração pelas obras de arte e conhecimento de negócios.


Um aspecto determinante no sucesso de um galerista é o seu contato com as artes.


A galerista proprietária da Arte12b, Marina Dal Ponte, cresceu em meio aos artistas e suas obras, e recebeu influência direta de sua mãe, a marchand Maria Elena Dal Ponte Toigo.


David Zwirner, um dos mais importantes galeristas do mundo em atividade.
David Zwirner, um dos mais importantes galeristas do mundo em atividade.

Ao possuir uma galeria, geralmente um espaço físico permanente, o galerista trabalha simbioticamente com os artistas que vendem suas obras de arte, os colecionadores e marchands.


Sua importância no campo das artes é tal, que a escolha por determinada obra pode lançar artistas ao sucesso e influenciar toda uma geração de artistas e mercado de artes.

Comments


bottom of page