TOP 10 - Obras de Arte roubadas e não encontradas

A arte tem sido uma das mercadorias mais valiosas do mundo e, portanto, museus e galerias têm sido alvo de ladrões de arte que planejam fazer roubos lucrativos.


Abaixo selecionamos algumas das mais importantes obras de arte já roubadas.


1. Desaparecida no maior roubo de arte de todos os tempos, O Concerto (1664) de Johannes Vermeer é considerada a pintura roubada mais valiosa do mundo, estimada em mais de 200 milhões de dólares. A obra foi roubada, juntamente com outras 12 obras-primas, do Museu Isabella Stewart Gardner, em Boston, em 1990. Nenhuma das obras foi encontrada e seu valor total é estimado 500 milhões de dólares.





2. Também roubada durante o assalto ao Museu Isabella Stewart Gardner, Tempestade Do Mar Da Galiléia (1633) é a única pintura conhecida de Rembrandt sobre o mar, e foi criada em meados do século XVII.












3. A pintura Still Life with Candlestick de Fernand Leger, datada de 1922, foi o alvo específico do assalto de maio de 2010 ao Museu de Arte Moderna de Paris. O negociante de antiguidades Jean-Michel Corvez contratou Vjeran Tomic, conhecido como Homem-Aranha por seus roubos ilusórios, para levar o Leger, mas Tomic acabou roubando outras quatro obras de Picasso, Modigliani, Matisse e Braque. As obras foram entregues ao revendedor Yonathan Birn, que diz que as destruiu após a polícia ter descoberto o caso.






4. Uma das obras cubistas de Pablo Picasso, Le Pigeon Aux Petit Pois (1911), também foi roubada do Museu de Arte Moderna de Paris em 2010 junto com o Leger, e é estimada em 28 milhões de dólares.