054 3878 3723

Rua Dr. Ricardo Stumhoffel, 120, Centro,

Gramado, RS

Como preservar obras de arte


É bastante comum nos depararmos com notícias de obras de arte passando por grandes restaurações.


O Rijksmuseum, na Holanda tem chamado a atenção por restaurar ao vivo a obra The Night Watch, de Rembrandt. Além disso, o museu mantém o público informado dos avanços através das redes sociais.


É possível acompanhar o restauro da obra de Rembrandt, no Rijksmuseum.

Outro caso famoso de restauração é a do afresco atribuído a Elías García Martínez em uma pequena igreja na Espanha. Em 2012 o afresco ganhou fama mundial após uma idosa fazer um restauro desastroso.


A restauração deste afresco se tornou piada mundial.

Mas e quando a obra de arte não está no museu, e sim em nossa casa, quais os cuidados a serem tomados afim de preservá-la?


I. EVITE EXPOSIÇÃO DIRETA A LUZ SOLAR


Os raios UV são extremamente prejudiciais às tintas e ao tecido da tela, e sua incidência contínua provoca perda de pigmentação e amarelamento da obra.


II. EVITE A UMIDADE


A umidade é uma grande vilã quando se trata de conservar obras de arte. Por isso, evite expor lugares pouco arejados ou com contato próximo a água, como paredes com tubulações hidráulicas.


III. EVITE AMBIENTES COM GRANDES AMPLITUDES TÉRMICAS


Variações bruscas de temperatura podem causar rachaduras na tinta.


Atenção ao ambiente em sua obra está

IV. ATENÇÃO AO APARECIMENTO DE MANCHAS


Caso ocorra o aparecimento de manchas ou excrementos de insetos, transfira a obra temporariamente para um ambiente arejado e com iluminação natural (não exponha diretamente aos raios de sol). Caso não haja melhora significativa, procure um restaurador.


V. MANTENDO A OBRA LIMPA


O mais indicado para evitar o acumulo de pó, é fazer a limpeza com uma flanela regularmente e com bastante cuidado.


Para as molduras utilize um pincel macio e seco, evitando assim eventuais riscos.


Cuidado e delicadeza são essenciais na hora de limpar as obras.

VI. TRANSPORTANDO A OBRA


Ao transportar, proteja bem os cantos com um papel mais grosso e envolva toda a obra em plástico bolha, a fim de evitar riscos, vibrações e golpes. Se for necessário despachar via correio ou transportadora, a última camada de proteção deve ser feita por papelão. É importante que ela fique bem firme e não se movimente dentro da embalagem, evitando ranhuras.


Ao transportar, certifique que a obra está embalada apropriadamente.

Além dessas dicas garantirem que sua obra permaneça em bom estado, é preciso lembrar que obras de arte também são excelentes investimentos a longo prazo, e para garantir para garantir retorno financeiro, é essencial a correta preservação.