As flores através da história da Arte - Parte 2



Inspirados pela Primavera decidimos falar um pouco de como alguns dos principais movimentos artísticos lidaram com a representação das flores dentro da pintura.





Impressionismo (1860 - 1886)



Durante o movimento Impressionista a ideia de representação acadêmica foi modificada, assim as telas ganharam uma visão mais subjetiva.

A natureza foi um dos temas mais recorrentes nesse período, dessa forma existem inúmeras obras que retratam as flores, leves e vívidas, pintadas na maioria das vezes sob a luz natural.

Entre algumas das obras de destaque temos a série em que de Claude Monet retrata seu jardim, "O Vaso Azul" de Paul Cézanne , e os girassóis de do Vincent Van Gogh, (essas duas últimos Pós-Impressionistas).




"A Ponte Japonesa" Monet (1889) .



"Lírios da Água" (1914 - c.19) e "Iris Amarela" Monet (1914 - c.1917) Monet.




" O Vaso Azul " por Paul Cézanne 1887.




"Doze Girassóis numa Jarra"' Van Gogh (1888)





Vanguardas do século 20



A virada do século foi um período intenso de grande efervescência na Arte havendo o surgimento de diversas vertentes de estilos e tendências simultaneamente.

Os pintores encontravam cada vez mais liberdade criativa ultrapassando os limites da arte convencional propondo novos valores estéticos .

Entre os principais movimentos vanguardistas temos: o Fauvismo, Cubismo, Futurismo, Dadaísmo e o Surrealismo. Cada um retratando as flores de um jeito bem distinto.



Fauvismo


Apresenta cores puras (ou seja mistura) e muito vividas os temas geralmente retratam a beleza cotidiana e contém pinceladas leves. Um dos maiores representares da vertente foi Henri Matisse.



"As Flores de Ameixa" (1948) e "Natureza morta com Asphodèles" H. Matisse (1907)





Cubismo


O estilo é marcado pelo uso de formas geométricas com a natureza e objetos sendo mostradas de vários ângulos ao mesmo tempo, criando assim figuras tridimensionais.

Há uma desconstrução ainda maior nas formas como pode ser visto no Trabalho de Pablo Picasso. Outro nome importante do movimento é Juan Gris.



''A mulher com Flor" P. Picasso e a direita "Flor" Juan Gris.






Futurismo


Inspirado pelas mudanças e avanços tecnológicos, valorizavam a representação do movimento e da velocidade.

Os artistas se baseavam na vida moderna e também na violência (militarismo), além disso pregavam uma brusca ruptura com o passado.

Por isso não haviam muitas representações da natureza e consequentemente de flores.


"Ídolo Moderno" 1911 de Umberto Boccioni.




Dadaísmo


Movimento de caráter que defendia a espontaneidade, o ilógico, o irracional, a ironia, protestando contra os modelos conhecidos de arte, questionando a sua própria definição e seu contexto histórico.

Saindo um pouco da pintura e indo para a escultura temos alguns trabalhos de Hans Arp um representante importante do "Dada".

"Flor de Martelo. Formas Terrestres" H. Arp (1916) Escultura.




Surrealismo


A ausência de lógica vista no ''Dada" somada a base criativa retirada de sonhos, fantasias e o próprio inconsciente humano atribuíram o excêntrico e até mesmo bizarro ao cotidiano.

Muito do jogo de luz e sombra e riqueza de detalhes é adicionado a esse estilo de pintura dominando sua estética.

Salvador Dalí é um exemplo clássico de pintor dentro dessa vanguarda, ele usa muito das flores dentro de suas composições.



" Rosa meditativa" 1958 e "A Rosa Borboleta", 1981 S. Dalí.



054 3878 3723

Rua Dr. Ricardo Stumhoffel, 120, Centro,

Gramado, RS