7 Fatos sobre Tarsila do Amaral

Essa semana a obra Idílio (1929) de Tarsila, foi posta à venda na feira de arte TEFAF, em Nova York, pela quantia de 7 milhões de dólares (mais ou menos 40 milhões de reais).


Tarsila se tornou um dos mais renomados nomes da nossa arte, concretizando o modernismo no país, unindo valores das vanguardas europeias à elementos tipicamente brasileiros, criando assim uma identidade artística muito expressiva. Venha conhecer alguns fatos sobre essa grande personalidade.



1 - Cresceu em uma fazenda


À direita Tarsila

Tarsila nasceu na cidade de Capivari, estado de São Paulo em 1 de setembro de 1886, era filha de um abastado fazendeiro de café, essa paisagem interiorana teve grande influência sobre suas obras.


2 - Foi colega de Anita Malfatti


Do lado esquerdo Tarsila do Amaral, seguida por Anita Malfatti (1955)

Em 1918 Tarsila passa a ter aulas de desenho e pintura com a acadêmico Pedro Alexandrino, Anita Malfatti foi sua colega nessa época.




3 - Expos na "Galerie Percier”



Em 1926, Tarsila fez sua primeira exposição individual na Galerie Percieem Paris, tendo uma boa recepção do seu trabalho por parte da crítica.



4 - O grupo dos Cinco


Anita Malfatti, Mário de Andrade, Menotti del Picchia, Oswald de Andrade e Tarsila do Amaral.

Por mais que não tivesse participado da semana de arte moderna de 1922 (na época residia em Paris), assim que chegou no Brasil foi introduzida ao grupo modernista.

Juntamente de Anita Malfatti, Mário de Andrade, Menotti Del Picchia e Oswald de Andrade formaram o “Grupo dos Cinco”.



5 - Sua obra mais icônica



Em 1928, Tarsila queria dar um presente de aniversário ao seu marido, Oswald de Andrade, por fim pintou o "Abaporu" que significa em tupi "homem que come carne humana", o antropófago.

Inspiração e símbolo do movimento antropofágico.



6 - Trabalhou como operária



Em 1931 na companhia do então namorado, o psiquiatra paraibano Osório César, ela viajou para a URSS (União Soviética).

Sem condições financeiras acabou tendo que trabalhar como operária e pintora de paredes. Porém logo conseguiu voltar para o Brasil.



7 - Consagração Internacional


A lua (1928)

O Museu de Arte Moderna de Nova York (MoMA), adquiriu em 2019 a obra A Lua, pela quantia de 20 milhões de dólares, recorde de valor alcançado por uma tela brasileira.

054 3878 3723

Rua Dr. Ricardo Stumhoffel, 120, Centro,

Gramado, RS